4 de março de 2016

Homem “morre” por causa de pelo encravado, mas é ressuscitado em cirurgia

11043

Um homem de Ohio, EUA, morreu na mesa de cirurgia por causa de um pelo encravado, mas foi milagrosamente ressuscitado.

Há três anos Jawaun Brown, hoje com 40 anos de idade, contraiu uma condição chamada fasciíte necrosante, mais conhecida como “bactérias devoradoras de carne”, devido a um pelo encravado em sua perna direita.

O homem nem havia notado que estava com o cabelo naquela situação e visitava sua mãe, Yolanda, antes de entrar em colapso. Ele explicou que no início teve febre, tremores e vômitos, mas imaginou não ser algo sério.

Jawaun foi se deitar e quando Yolanda foi vê-lo no dia seguinte ele estava inconsciente e sua perna direita estava com o dobro do tamanho da esquerda.

O homem foi levado ao hospital oscilando seu estado de consciência e lá lembra ter ouvido uma enfermeira comentar que ele provavelmente perderia a perna. Um cirurgião ainda disse: “Deus tenha misericórdia de você”.

Felizmente, depois de um procedimento que durou cerca de 6 horas, ele teve a bactéria retirada junto de parte de sua pele e gordura infectadas. “Eles [funcionários do hospital] disseram que se eu tivesse chegado seis horas mais tarde, teria morrido”, lembrou.

Jawaun precisou de inúmeros enxertos de pele e quatro meses após a cirurgia, durante a qual precisou ser ressuscitado, ainda estava gravemente doente e não conseguia andar.

Este ano o homem teve uma recaída. Ele contou que ainda não pode andar normalmente. “É incrível pensar que isso foi causado por um pelo encravado”, finalizou Jawaun.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *