31 de maio de 2015

Funcionários de necrotério fogem de medo ao verem idoso “morto” se levantar

Casos de pessoas que são dadas como mortas mesmo estando vivas não são tão incomuns, infelizmente. Vez por outra aparecem histórias de crianças, jovens e idosos que, depois da triste notícia, recobram os sentidos para a surpresa de seus familiares.

Evgeny Grechko, de 68 anos, do Cazaquistão, acordou em necrotério de um hospital após ser dado como morto.

Evgeny Grechko, de 68 anos, do Cazaquistão, acordou em necrotério de um hospital após ser dado como morto.

O relato mais recente vem de um necrotério no Cazaquistão. O idoso Evgeny Grechko, de 68 anos, foi declarado morto no hospital local depois do agravamento de uma tuberculose.

Você deve conseguir imaginar todo o clima da família após ser informada da morte do homem. Todo aquele desespero e profunda tristeza durante aquele período em que o corpo precisa ser transferido do hospital etc.

O que ninguém, talvez, nunca tenha imaginado, é a situação vista na perspectiva do morto. Ninguém, não. O sr. Evgeny Grechko não só imaginou como viu, quando abriu os olhos e percebeu que estava num necrotério, rodeado de pessoas mortas.

Quando se deu conta de onde estava o “morto” se levantou e sentou – para desespero dos vivos que estavam lá! O medo tomou conta dos médicos e dos demais funcionários. Todo mundo saiu correndo assustado. E não era para menos!

You may also like...

2 Responses

  1. jailton silva disse:

    Adorei suas manchetes, são importantes, acho engraçado quando o apresentador Batista Filho da Rádio Gazeta fala, Vareite Oia menino que coisa interessante, vaja aí.

  2. jailton silva disse:

    Adorei suas manchetes, são importantes, acho engraçado quando o apresentador Batista Filho da Rádio Gazeta fala, Vareite Oia menino que coisa interessante, veja aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *